de bicicleta…

Outro dia, eu disse lá em casa que queria começar a vir de bicicleta para a produtora e acabei deixando todo mundo preocupado, subindo pelas tamancas! Todos me disseram que é perigoso no asfalto, nas calçadas, que rolavam assaltos e blablabla…

Cara, isso deveria ser tratado como algo bom e natural, né?

Pôxa, andar de bicicleta é uma coisa deliciosa, tanto para quem precisa dela para trabalhar como para fazer um passeio… Olha só, você respira melhor, fica em forma queimando calorias e com as pernocas torneadas, ajuda na maior escala o meio ambiente, presta muito mais atenção nas coisas que acontecem ao seu redor, nas pessoas, no tempo, na banquinha de jornal, na casinha de flores… e ainda treina o seu reflexo!

Veja a elegância destas meninas pelas ruas de Copenhagen! Um luxo só!
img_2774
img_5125
img_3611Assim, eu não aguento mais pegar no volante! É muito, muito estressante!! E ainda aposto que você, em algum instante, pensou seriamente em deixar o carrinho na garagem e mandar ver nos rolés de bicicleta pela cidade!

As pessoas deveriam realmente se preocupar com quem sai de carro por aí, estressado e estressando ainda mais o trânsito! E o Governo deveria ter A obrigação de arrumar DECENTEMENTE as ciclovias para facilitar a vida dos ciclistas, deixando-os mais seguros!

Por fim, eu acabei não saindo de casa com a minha bicicleta… Infelizmente, ela só me acompanha nos passeios de final de semana pela praia e pela lagoa, o que pra mim, é uma pena.
Adoraria sair por aí pedalando! Ainda mais agora nesse clima fresco de outono-inverno! Têm coisa melhor que pedalar com esse ventinho gelado no rosto? Pra mim não tem. Simplesmente ADORO!

E olha que incrível, eu descobri com as meninas do blog eu amo vintage, que para andar de bicicleta, a onda é ir de roupa normal… estilo livre! LIVRE! Trajes de atleta? Só se você estiver participando de alguma maratona! Isso não é nada chique, bem!
Ai, finalmente alguém ouviu as minhas preces!!

3614
3541735478_e1a04a5d79

No Eu Amo Vintage, elas contam que esse movimento se chama CICLE CHIC.
Eu copiei um trecho do texto, se você quiser ler a matéria completa, passa por lá!
Taí: Cicle Chic

‘Cycle chic é um movimento que divulga pelo mundo a prática do ciclismo aliada à moda e ao estilo. Na medida em que as cidades vão se adaptando ao uso da bicicleta no seu dia a dia como forma de garantir um desenvolvimento sustentável , o visual de quem usa suas bikes como meio de transporte deixa de ser necessariamente associado ao esportivo. Além do já conhecido Sartorialist, que adora clicar gente estilosa pedalando, existem vários blogs locais divulgando os adeptos nas suas cidades: Copenhagen, Londres, Bélgica e San Francisco, são algumas delas. clica para ver!

Pois é, meu amigo… depois de ler sobre as bikes e de ver tantas fotografias lindas de pessoas felizes, pedalando pra lá e pra cá, a minha vontade de deixar o carro na garagem só fez aumentar!

Tudo bem, me aguarde bicibletinha querida! Amanhã estaremos, eu e você – você e eu, pelas ruas do Rio de Janeiro, aproveitando o frescor do outono no volume máximo! Eu vou conseguir e depois te conto como foi!

Fofura da Semana

Como ainda estou no clima do mês dos namorados, completamente in love, a minha fofura desta semana vai pro casal doce-doce, Grazi e Cauã!

Encontrei algumas fotografias desses dois fofos pela net – para o nosso deleite de amor visual – e acabei fazendo esta montagem. Ah, vai… o amor é lindo de se ver! fala aí!

grazi e cauã

Queridos, tô atolada na produtora esta semana e com uma viagem marcada à trabalho, para a Amazônia na semana que vem, que vai durar uns 12 dias… mas prometo que nesse período confuso, vou dar um jeito de estar sempre atualizando o blog e de responder os comentários passados… me desculpem e NÃO ME ABANDONEM, please!!

Meu beijo,
Paulinha

Polaroid moderna

Essa é das antigas mesmo, mas vale o post…

Se você ainda não conhece o site que tem um programa gringo, super FOFO que dá para fazer a tua própria fotografia em formato de polaroid, NÃO perca mais tempo e clique A-GO-RA no site Poladroid e se atualize, pelo amor do Tio Henri Cartier-Bresson!

É super fácil: Baixe o programate correto para o seu pc [tem para mac também!] e salve-o no seu desktop. Quando você quiser fazer uma pola, clique no ícone da polaroid que já vai estar no seu desk, envie a fotografia e espere “secar”, como antigamente… e pronto! sua polaDROID já está pronta!!

Transformei algumas fotografias do meu arquivo pessoal em polaroids, pra você ver como ficaram boas!!!! Saca estas cores! Ficaram idênticas as polas originais, né?

ana paula e carola_canecao-pola

ana paula e day_posto 9-pola

1235148020781_f-pola

gravacao rio sul 043-pola

1244526393814_f-pola

Gostou? vai lá fazer a tua!! E divirta-se mandando polaroids para os seus amigos!!
Ah, as fotos ficaram num tamanho giga, eu diminuí para não ocupar muito espaco aqui, tá?

Feliz Dia dos Namorados!

Feliz dia dos namorados para TO-DOS os casais fofos deste mundo,
que vivem espalhando o amor por TO-DOS os cantos do planeta!!!

E um beijo especial pro Fabio, meu namorado super companheiro, compreensivo, calmo, lindo, divertido, geek e melhor amigo que a vida já pode me presentear!!
Te amo, meu mostrinho lindo que alegra a minha vida e faz dela uma fábrica de emocões, com sorrisos enormes, que se renova todas as manhãs… mordida e beijos pra você!!

Imagens doces para este dia ainda mais doce!2n6wtvq
os7f3m
24gk1oo
love and accidents

Meu beijo, queridos que sempre passam por aqui!
Paulinha

Mãos e pés à prova de frio

Mãozinhas ressecadas e grossas? Pés idem? Ai que pavor! Ontem no salão, a minha manicure estava contando que para hidratar e amaciar as mãos e os pés, ela faz uma hidratação intensa com vaselina sólida, duas vezes por semana… Então tá, né? Mulherzinha que sou, saí do salão e fui direto na farmácia comprar meu kit hidratação: Vaselina e luvas de borracha ultra-finas! Na hora de dormir, eu passei a parada nos pés, depois enrolei uma boa camada de filme [pvc], deixando larguinho para não incomodar e coloquei as meias!! Gente me senti uma múmia! Não conseguia andar direito no meu próprio quarto! Escorregava dentro das meias… como já achei que era loucura demais dormir com aquilo nos pés, resolvi não passar nas mãos… Isolada nas duas pontas não dá, né? Que nervoso!
Quando eu acordei, tirei as meias e os meus pés estavam parecendo pézinhos de bebê! MACIOS no volume máximo! A parada funcionou, gente! Se eu conseguir fazer isso duas vezes por semana, vou ter pés de princesa para sempre!

Fiquei pensando… se a vaselina e os filmes hidrataram os meus pés de uma forma tão intensa, imagina só como devem ficar as minhas mãos, que já são fininhas? LUXO!

Fica a dica!

[ahhhh, e isso serve para os meninos também, viu?]

Very Important Baby

VIBabies

A V.I.B é uma lojinha muito fofa de roupas para crianças ‘independentes’ e descoladas de 0 a 6 anos de idade! Para quem tem um pequeno em casa, seja o seu filho, sobrinhos, priminhos ou para presentear o filhote de um casal de amigos queridos, a VIB é um mimo de primeira! Entre em contato com a designer Alê Queiroz, pelo e-mail vib@veryimportantbaby.com.br ou navegue no flickr da marca!

Gente, e essa edição especial para o dia das namoradas, que encanto! E ainda vem com uma canetinha de tecido para você escrever o que quiser na malha! cute-cute…

adorei!

O segredo do casamento por Stephen Kanitz

É um texto lonnnngo. Se você tiver paciência e tempo para ler, LEIA!
Legal, com idéias inteligentes e sem fórmulas para tentar dar uma animada num relacionamento sem sal, morno… Se você ama de verdade, não custa na-da tentar dar uma repaginada, né?
O Stephen só disse a verdade! Vale a leitura!

‘Meus amigos separados não cansam de me perguntar como eu consegui ficar casado trinta anos com a mesma mulher. As mulheres, sempre mais maldosas que os homens, não perguntam a minha esposa como ela consegue ficar casada com o mesmo homem, mas como ela consegue ficar casada comigo.

Os jovens é que fazem as perguntas certas, ou seja, querem conhecer o segredo para manter um casamento por tanto tempo.

Ninguém ensina isso nas escolas, pelo contrário. Não sou um especialista do ramo, como todos sabem, mas, dito isso, minha resposta é mais ou menos a que segue.

Hoje em dia o divórcio é inevitável, não dá para escapar. Ninguém agüenta conviver com a mesma pessoa por uma eternidade. Eu, na realidade, já estou em meu terceiro casamento – a única diferença é que me casei três vezes com a mesma mulher. Minha esposa, se não me engano, está em seu quinto, porque ela pensou em pegar as malas mais vezes do que eu.

O segredo do casamento não é a harmonia eterna. Depois dos inevitáveis arranca-rabos, a solução é ponderar, se acalmar e partir de novo com a mesma mulher. O segredo no fundo, é renovar o casamento, e não procurar um casamento novo. Isso exige alguns cuidados e preocupações que são esquecidos no dia-a-dia do casal. De tempos em tempos, é preciso renovar a relação. De tempos em tempos, é preciso voltar a namorar, voltar a cortejar, voltar a se vender, seduzir e ser seduzido.

Há quanto tempo vocês não saem para dançar? Há quanto tempo você não tenta conquistá-la ou conquistá-lo como se seu par fosse um pretendente em potencial? Há quanto tempo não fazem uma lua de mel, sem os filhos eternamente brigando para ter a sua irrestrita atenção?

Sem falar nos inúmeros quilos que se acrescentaram a você, depois do casamento. Mulher e marido que se separam perdem 10 quilos num único mês, por que vocês não podem conseguir o mesmo? Faça de conta que você está de caso novo. Se fosse um casamento novo, você certamente passaria a freqüentar lugares desconhecidos, mudaria de casa ou apartamento, trocaria seu guarda-roupa, os discos, o corte de cabelo e a maquiagem. Mas tudo isso pode ser feito sem que você se separe de seu cônjuge.

Vamos ser honestos: ninguém agüenta a mesma mulher ou marido por trinta anos com a mesma roupa, o mesmo batom, com os mesmos amigos, com as mesmas piadas. Muitas vezes não é sua esposa que está ficando chata e mofada, são os amigos dela (e talvez os seus), são seus próprios móveis com a mesma desbotada decoração. Se você se divorciasse, certamente trocaria tudo, que é justamente um dos prazeres da separação. Quem se separa se encanta com a nova vida, a nova casa, um novo bairro, um novo círculo de amigos.

Não é preciso um divórcio litigioso para ter tudo isso. Basta mudar de lugares e interesses e não se deixar acomodar. Isso obviamente custa caro e muitas uniões se esfacelam porque o casal se recusa a pagar esses pequenos custos necessários para renovar um casamento. Mas, se você se separar, sua nova esposa vai querer novos filhos, novos móveis, novas roupas, e você ainda terá a pensão dos filhos do casamento anterior.

Não existe essa tal “estabilidade do casamento”, nem ela deveria ser almejada. O mundo muda, e você também, seu marido, sua esposa, seu bairro e seus amigos. A melhor estratégia para salvar um casamento não é manter uma “relação estável”, mas saber mudar junto. Todo cônjuge precisa evoluir, estudar, aprimorar-se, interessar-se por coisas que jamais teria pensando fazer no início do casamento. Você faz isso constantemente no trabalho, por que não fazer na própria família? É o que seus filhos fazem desde que vieram ao mundo.

Portanto, descubra o novo homem ou a nova mulher que vive ao seu lado, em vez de sair por aí tentando descobrir um novo e interessante par. Tenho certeza de que seus filhos os respeitarão pela decisão de se manterem juntos e aprenderão a importante lição de como crescer e evoluir unidos apesar das desavenças. Brigas e arranca-rabos sempre ocorrerão: por isso, de vez em quando é necessário casar-se de novo, mas tente fazê-lo sempre com o mesmo par.’

Stephen Kanitz é formado em administração pela Harvard