Machu Picchu

Em agosto, eu e Fabio estaremos dando pinta por lá! enquanto não chega a nossa hora de viajar, estamos nos cercando de informações de amigos, conhecidos, agencias de viagens e cia… como estas dicas da querida estilista Julia Albuquerque – ela trabalhou comigo por uns dois anos aqui na produtora – que foi para Machu Picchu no último feriado!!

Já está na nossa listinha, Julia!!

Onde ficar: Hotel Casa Andina – Não é baratinho, mas vale a pena pelo conforto.;)
Se quiser sossego, evite hotéis muito próximos a Plaza de Armas (centro histórico do Chile).

O que comer: Não deixe de experimentar os milhos enooormes e deliciosos, a tradicional carne de alpaca, o Inca Cola um refrigerante originalmente peruano e a cerveja Cusqueña. Restaurante – Incanto Restaurante.

Curta Cuzco ao máximo. É a capital cultural e turística do Peru.
Não deixe de conhecer a Igreja e Convento de Santo Domingo construída sobre o Templo Koricancha que possuía paredes recobertas de lâminas de ouro na época em que Cuzco era capital do Império Tahuantinsuyo.
O lugar mais barato para comprar roupas e artesanato é em feiras e galerias que ficam abaixo dos Correios da Rua El Sol.
Visita ao Mercado Municipal em Cuzco, escorrega de pedra em Sacsayhuaman e ganhar de presente o tradicional boneco Ekeko que carrega miniaturas de coisas que trazem prosperidade (acredita-se que se acender um cigarro na boca do boneco ele trará ao dono tudo que carrega na minatura)

Para aproveitar a viagem ao máximo faça o famoso Caminho Inca, uma trilha que atravessa as montanhas e leva até Macchu Picchu. Leva-se 3 ou 4 dias para atravessar o caminho “clássico”, que é de 36 km.
Para fazer a trilha é necessário contratar os serviços de um guia cadastrado.
A sugestão é o Daniel Bravo. Tel.: 00 21 51 84984735517 ou 00 21 51 84225335. Dabs80@hotmail.com

machupicchu4_p2

O que não pode faltar na mala pra quem faz a trilha:

Protetor solar e repelente. Roupas que sequem rápido, boné ou chapéu para proteger e cabeça, underwear para o frio, capa de chuva (essencial), luva e gorro. Uma meia bem grossa por dia. Botas de trekking ou um tênis bastante confortável. Barra de cereal, chocolate e lanchinhos para comer ao longo da trilha. Toalha pequena, lanterna, papel higiênico, sleeping bag, travesseirinho, máquina fotográfica!!

Dicas Finais

Para fazer a trilha, você precisa de autorização e tem limite de pessoas. Por isso, procure uma agência de viagem de confiança!

Na saída, ao lado direito, tem um lugar que você pode pedir para carimbarem seu passaporte. É uma grande recordação pra quem chegou lá.

Fevereiro é um dos meses que mais chove na região andina e o governo aproveita para fechar a trilha. É uma forma da natureza se recompor do desgaste provocado pelo fluxo de visitantes.

Para o seu corpo se acostumar com a altitude, toma-se chá de coca na primeira refeição antes da caminhada.

machupicchu2_p1

Valeu pelas dicas, Julia!!

em breve, esterei escrevendo sobre a minha própria experiência nesse lugar completamente místico e lindo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s